Seguidores

terça-feira, 31 de maio de 2011

Micareta Ibititá 50 anos

Aconteceu nos dias 28 e 29 de maio. Uma festa muito bonita e sem violência.

Foi só alegria. Quem veio curtir a micareta de Ibititá não se arrependeu, quem não veio, perdeu.
As Jupirocas e As Devassas: alegria e muita irreverência
Começando no sábado com o bloco “As Jupirocas e As Devassas”, com os homens vestidos de mulheres e as mulheres vestidas de homens. O destaque foi o casal Chaves (Bibinha) e Chiquinha (Prof. Ronaldo). Muitos paravam o casal para tirar fotos e para mostrar às crianças, mas todos ficaram maravilhados com a performance dos integrantes do bloco, que mostrou muita animação e irreverência no final da tarde. Em seguida veio o bloco Kids, composto pelas crianças. Tivemos outras atrações no palco e, no final da noite a banda Harmonia do Samba animou o bloco Rochedo, do qual não posso dizer nada porque, infelizmente, a mistura Red Label/Skol não me permitiu mais seguir a festa em seu primeiro dia. Deixo as fotos para que você possa ter uma ideia, se não veio participar da festa.






 






























  


  




Filhos do Sol: QUE ENERGIA É ESSA???
Abrindo o segundo dia de micareta, o bloco Filhos do Sol, animado pela banda A Zorra, deu um show à parte. Com muita alegria e disposição por parte de seus foliões, o bloco esbanjou criatividade e mostrou porque é considerado “Patrimônio Cultural de Ibititá”. Homenageando Urbanita Dourado Matos - que saiu como Rainha da Velha Guarda - o bloco contou com uma linda Comissão de Frente que pode ser vista nas fotos logo abaixo. Seus componentes receberam um bastão plástico inflável que, quando levantado e agitado, principalmente durante os refrões das músicas, passava ainda mais a alegria contagiante de estar participando da micareta no bloco. No meio do percurso, acompanhados pelos músicos da banda A Zorra, Paulo Dourado, Dr. Guilherme (Bill) e Clériston (Quequé) cantaram músicas do bloco que incendiaram ainda mais os foliões. Ao final do percurso, foi mostrada uma faixa enorme com 5 metros de largura - que tomava toda a pista - por 100 metros de comprimento nas cores vermelho, branco e amarelo - as cores do bloco - com a frase “FILHOS DO SOL, PATRIMÔNIO CULTURAL DE IBITITÁ”. Dentre seus componentes, pudemos contar com a presença de secretários municipais e seus parentes, tendo participado, inclusive, o filho do prefeito. Alguns foliões participaram com o abadá do bloco Rochedo no corpo e com o do Filhos do Sol amarrado no braço, sem constrangimento algum, seja por parte dos demais foliões, dos cordeiros, dos seguranças ou dos organizadores do bloco. A alegria e a emoção era tanta que por várias vezes eu me perguntava: QUE ENERGIA É ESSA? Confesso que nunca senti nada igual.

  


  


  




























Rochedo: democratizando a micareta
Depois das apresentações das bandas no palco, foi a vez do bloco Rochedo sair embalado ao som da Banda Selva Branca. Um multidão de foliões saiu atrás do Trio Elétrico que, para minha surpresa, não tinha corda, deixando livre a participação de todos quantos queriam participar da festa. Participei com o abadá do Filhos do Sol no peito e com o do Rochedo amarrado ao braço e, como no bloco anterior, não houve constrangimento algum para comigo ou para com outras dezenas de foliões com abadas vermelhos que se espalharam em meio a massa azul, pelo contrário pois, radiante com o sucesso da festa, o prefeito Chiquinho veio ao meu encontro, com um sorriso que ia quase de uma orelha a outra, me cumprimentar e agradecer a participação. Com um som contagiante, os foliões pulavam e cantavam as músicas junto com a banda Selva Branca. O clima de paz estava presente e, em dado momento, um folião de abadá azul, pulando de costas, acabou pisando em meu pé, exatamente em uma unha encravada que tenho. Apesar da dor, fiquei com pena do rapaz que, preocupado, me pediu desculpas insistentemente. Dessa vez não foi mistura alguma que me tirou do clima de festa, mas um acidente de folia. Apesar disso, fiz questão de, mesmo mancando, acompanhar o Trio Elétrico ao som contagiante da Banda Selva Branca até o fim. Graças a Deus a festa foi feita em paz e sem outras preocupações senão de diversão e alegria, como deve ser o clima de toda festa. Essa micareta foi a mais democrática de todas que já participei. Espero que, a partir de agora, Ibititá volte a fazer a tradicional micareta, que há anos estava esquecida. E que todos os anos sejam como essa: TOTALMENTE EM PAZ.










  




Teve a ornamentação de nosso mestre Vital...







 
 










...e teve gente que foi às ruas só pra assistir... ou se misturar!!!












  













 




11 comentários:

  1. legal velho parabéns excelente cobertura!!kkkkkk
    eu também tive nos blocos, muito bom em, parabéns a todos!!! abraço.
    e que venha a festa do niver da cidade! kkkkk

    ResponderExcluir
  2. foi uma festa muito boa. os dois blocos estão de parabéns !!!
    mas a verdade é que OS FILHOS DO SOL abrilhantou a micareta de Ibititá em todos os sentidos. O brilho do vermelho e branco encheu de alegria os olhos e os corações não só dos foliões como de todos que estavam na avenida.

    ResponderExcluir
  3. Em 1º lugar agradecer aos fulihões pela alegria e a paz que reinou durante os dois dias de festa, o prefeito Dr. Chiquinho que acordou de um sono de quase dois mandatos de sua gestão para perceber que a festa para a cidade veio para ficar. E que venham outras e outras comemorações e vamos dá conta do recado direitinho. Vocês estão todos convidados para o aniversário da cidade no mês 10/11. A programação ainda não saiu, mas pelo o que vocês viram não vamos decepecionálos.

    ResponderExcluir
  4. Ivonilton Dourado (Comissão)1 de junho de 2011 07:22

    Ibititá está de parabéns pela a graduosidade dessa festa que não deixou a desejar para cidade alguma da micro região. A nossa cidade era famosa pelas as festas que aconteciam algums anos atrás e pelas as mulheres bonitas que eram as mais belas de toda a região. Mas graças a Deus nós acordamos e virmos que ainda permanece essa energia contagiante que só nós ibititaesses ou rochedesses temos em comum. Essa energia, alegria e outros requisitos ninguém tira de nós.Valeu prof° Ronaldo.

    ResponderExcluir
  5. Essa Micareta – 2011 mostrou que “quem é Rainha nunca perde a majestade”. Mesmo tendo ficado tantos anos sem se apresentar, em seu retorno, Ibititá provou que é e sempre será a Rainha das Micaretas! Quanta beleza, quanta alegria, gente! E, pelo que pudemos ver e sentir, ninguém estava enferrujado! rs
    Ana Dulce, perguntava: “Mãe, isso é mesmo Ibititá?” E eu, com toda a emoção de quem viu a história cultural da micareta ibititaense, respondia: ”É, Ana! É esta a Ibititá de que te falei tanto!” E foi a realização de um sonho: o de ver minha filha adolescente, nascida em 1994, presenciar algo que também vivi nos anos 80.
    Parabéns a todos, mas todos mesmo, que contribuíram para escrever esta página em nossa história! Parabéns a todos que não deixaram apagar a chama do vigor, da energia calorosa que preenche essa cidade.
    Parabéns pela UNIÃO, que faz com que qualquer partidarismo se dissolva e pelo menos por breves instantes, como no passado – quando, formando um trenzinho no meio do clube, um pegando na cintura do outro, se juntavam maizena e filhos do sol, rochedo e internacional, dois de julho e alto da estrela – pelo menos nestes dois dias (ai que saudade!) somos apenas e somente a família Ibititá....
    Parabéns para nós!

    ResponderExcluir
  6. É isso mesmo, como disse a minha amiga Andréia realmente foi um momento encantador que nos fez reelembrar os nossos tempos de mocinha onde hoje tivemos o privilégio de estarmos juntos aos nosso filhos e amigos vivendo a mesma emoção, a mesma alegria , a mesma paz, a mesma beleza de um Ibititá que poderá fazer muito mais por essa gente feliz e cheia de vida, parabéns a todos que com muito esforço e força de vontade contribuíram com essa festa.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns a todos que direto ou indiretamente realizaram essa festa linda e maravilhosa, onde nós jovens esperamamos que dêem continuidade a nossa micareta Ibititaense.

    ResponderExcluir
  8. Há muito tempo ouvir os mais velhos dizer o que ja foi o micareta de ibititá e de toda a alegria e empolgaçao que tomava conta de toda a cidade.
    Hoje vivendo esse clima de festa pode ter a certeza, e tenho muito orgulho de dizer isso, que o povo de ibititá é mais alegre dos quais ja conheci, e se antes como tao pouco ja festajvamos bastante,todos vao ver agora do que o ibititaense é capaz.
    Vamos resgatar nossas tradiçoes e colocar ibititá em um eterno trono de rainha do micaretas.

    ResponderExcluir
  9. Lendo a postagem e os comentários e lembrando da festa, a única coisa que consigo escrever é que não consigo parar de chorar de emoção.

    ResponderExcluir
  10. o ronaldo da massa de mais velho parabens

    ResponderExcluir
  11. Sem dúvida uma grande festa, muita alegria, muita paz, muita harmonia. Mais uma vez as ruas de nossa cidade ficaram cheias com muita gente bonita e um povo alegre e ordeiro. Foram muitos os elogios à organização do evento, a sensação de nostalgia contagiou os mais velhos e o orgulho inebriante contagiou os mais novos. Nostalgia por ver a nossa querida cidade reassumir o posto de melhor Micareta da região, orgulho inebriante porque não somos mais motivos de chacota nas rodas de amigos. E é com este misto de emoções que, em nome de toda a comissão organizadora, venho dar os parabéns as pessoa que fizeram todo este sonho tornar-se realidade, o sucesso deste evento são vocês munícipes e foliões que de forma simples, bonita e ordeira curtiram uma grande Micareta fazendo que mais uma vez ela fosse vista como a melhor da região. Um forte abraço a todos e contamos com vocês no aniversário da cidade e na micareta 2012.


    Pablo Hayne

    ResponderExcluir